Pular para o conteúdo principal

Sapota preta

sapota-preta-6
Conhecida por sua consistência e cor (interna) muito parecidas com um pudim de chocolate, a sapota preta tem pouquíssima quantidade de gordura, tem quatro vezes mais vitamina C que uma laranja e quantidades significativas de cálcio e ferro.

Entre o mundo das frutas exóticas está a Sapota Preta. Não muito pelo seu “design”, mas pelo seu sabor. Esta fruta, além de ter um sabor delicioso, é um sonho transformado em realidade para as pessoas que estão de dieta.

Esta fruta deliciosa é parente do caqui, só que são verdes. Por dentro, tem uma polpa achocolatada, brilhante, suculenta, macia e doce. Devem ser colhidos quando estiverem mais que maduros, com aparência feia e enrugada. Sua textura é pegajosa, mas o sabor de uma sapota preta bem madura é uma experiência que realmente vale à pena.

Nativas do México e da América Central, as sapotas pretas crescem em árvores que atingem até 60 metros de altura e produzem frutos após três ou quatro anos de plantio.
Podendo ter até 12 centímetros de diâmetro, as sapotas pretas podem ser consumidas ao natural. Você apenas precisa cortá-las ao meio e comê-la com uma colher. Você ainda pode comer acompanhada com sorvete, com leite para virar vitamina, e também, como ingrediente principal para sobremesas.
Aparentemente, as sapotas pretas podem parecer estranhas, mas as pessoas que experimentaram esta fruta, não comum ainda no Brasil, juram que o sabor é de virar os olhos.
sapota-preta-2

sapota-preta-5

sapota-preta-4

sapota-preta-3

Fonte:http://comendocomosolhos.com



Comentários

Mais Visitados

Biri-biri

 Você já ouviu falar no biri-biri? É uma fruta que se parece com a carambola e também é conhecida como limão de caiena, devido ao seu sabor azedo característico e localização pela qual chegou às terras brasileiras, entrando na Amazônia por Caiena, na Guiana Francesa. Ela é muito comum na Bahia e faz parte de muitos pratos da culinária regional. A cultura popular acredita que essa frutinha é “antidiabética” e que ajuda a queimar calorias! Um estudo do extrato da fruta mostrou que ela é capaz de diminuir em 50% as taxas de glicose do sangue,  além da sua alta concentração de vitamina C. O azedinho do biri-biri combinado com algumas folhinhas de hortelã se transforma num delicioso e refrescante suco.

Fonte: http://www.goodlight.com.br

Umbu

Umbu é uma fruta de polpa suculenta nativa da Caatinga,região de fortes secas.
A árvore, quando adulta, vive em média 100 anos e pode armazenar até dois mil litros de água em suas raízes.  O umbu destaca-se pelo aroma e pelo quanto pode ser consumido sem causar desconforto. 
Sua polpa tem ação energética e é rica em hidratos de carbono e vitaminas B e C. Seu uso culinário abrange o fruto maduro e verde,transformado de diversas formas,e as folhas cruas ou refogadas.

Bastante apreciado in natura, o umbu é utilizado na fabricação de polpa, suco, sorvete, doce, geléia e uma grande variedade de produtos. Industrializado, o fruto apresenta-se sob forma de sucos engarrafados, doces, geléias, vinho, polpa de frutas.
Pode se cozinhar os frutos mais "passados" para obter vinagre ou bater a polpa com leite e açúcar pra se fazer a tradicional Umbuzada,que pode substituir a refeição noturna do nordestino.

Fonte: lilliverdi.blogspot.com.b




Cagaita

Esse fruto do Cerrado é rico em antioxidantes e vitamina C, tendo um sabor azedinho e ainda um efeito laxativo quando consumidos em grande quantidade  principalmente se estiverem quentes. Já suas folhas têm o efeito oposto quando preparadas em infusão. O nível de vitamina C encontrado nela é superior ao das frutas comuns, e isso faz dela um potencial para bebidas isotônicas e funcionais, assim como seu emprego em geleias e refrigerantes, que ainda terão como acréscimo suas propriedades antioxidantes.

Achachairu

Características da planta:Árvore geralmente de até 6 metros de altura, com látex amarelo. Flores alvas reunidas na axila das folhas.

Fruto: Tipo baga, globoso, amarelo-alaranjado. Polpa adocicada, muito aromática, envolvendo uma a duas sementes. Frutificação: Duas a três vezes ao ano Propagação: Semente O achachairu é fruto humilde. Discreto em sua miudeza, permanece em pequenos grupos próximos à folhas verde-escuras da árvore de florzinhas brancas, mirradas, que quase não alcançam meio centímetro. O fruto, um pouco maior, chega no máximo a 2,5 cm de diâmetro. Ali, no meio da mata, o achachairu aguarda até que algum habitante da floresta, carente de alimento, o apanhe para se saciar com sua polpa esbranquiçada, de sabor agridoce e aroma agradável, mas de aspecto pouco atraente. Mas, se não for colhido por homem, mulher ou criança de passagem, não há problema, pois seus principais consumidores, na verdade, são outros. Talvez menos exigentes quanto à necessidade de atrativos e menos avessos …