Tradutor

Dão



Nome da fruta: Dão
Nome científico: Ziziphus mauritania Lam.
Família botânica: Rhamnaceae
Categoria:
Características da planta: Árvore de até 12 metros de altura, muito ramificada, ramos armados com espinhos. Folhas pequenas e largas, com bordo serrilhado, possui dois espinhos na base do pecíolo. Flores pequenas, alvas, agrupadas nas axilas das folhas.
Fruto: Tipo drupa, globoso a alongado, casca vermelho-escura quando maduro. Polpa esbranquiçada, compacta, envolvendo duas sementes.
Frutificação: Verão
Propagação: Semente
Pouco se sabe sobre o dão. Ao que tudo indica, existe no Brasil restrito ao estado de Roraima, sendo cultivado com alguma frequência em quintais e pomares de Boa Vista, geralmente para consumo ao natural. Ali também é muito utilizado na arborização de parques e praças públicas.
Presume-se que tenha entrado no país através das Guianas, passando anteriormente pela América Central, onde está bastante difundido e é largamente cultivado. Para Paulo Cavalcante, a sua origem, entretanto, é bastante longínqua: considera-se que o dão seja nativo da Índia ou do Sudeste Asiático, onde é bastante apreciado e possui considerável valor comercial.
Da família das Ramanáceas, à qual pertence também o juazeiro, a árvore onde frutifica o dão tem pouco menos de 12 metros de altura. Sua mais contundente peculiaridade é a coloração das folhas: verdes na parte superior, dependendo do ângulo em que incide a luz elas tomam uma tonalidade prateada na parte inferior. Dessa maneira, o dão parece estar sempre enfeitado, esperando pelo Natal.
Para incrementar essa decoração natural, quando maduro o pequeno fruto, ovalado ou arredondado, do tamanho de uma pitomba, tem a casca vermelho-escura. Coincidentemente, essa conjunção de enfeites dá-se abundantemente em dezembro, também a melhor época para consumo dos frutos.
Fonte: Livro Frutas Brasil Frutas

Nenhum comentário:

Postar um comentário