Tradutor

Carambola


A carambola é uma fruta cuja beleza encanta as pessoas que a colhem, pois tem uma forma delicada, com 5 gomos compridos de coloração que passa de verde quase translúcido, até um amarelo gema brilhante. Quando cortada ao meio, em sentido transversal, apresenta o aspecto de estrela, com 5 pontas perfeitas. Quando verde, o fruto é adstringente e ’amarra’ a boca e, quando maduro, é adocicado porém ácido. As suas pequenas e exuberantes flores apresentam pétalas em número de 4 a 5, de coloração violeta, bordadas de branco nas laterais, que antes da frutificação, cobrem toda a árvore, exalando um perfume exótico. Suas folhas são verde brilhantes, muito sensíveis.

Por séculos, foi considerada árvore ornamental, chegando até 7 metros de altura. É nativa da Ásia tropical, talvez da Índia e mesmo da China, países onde a população não se atrevia a comer esta fruta exótica. Recebeu o nome científico de Averrhoa carambola e pertence à família das Oxilidaceae.
 

Somente em 1818, foi introduzida no Brasil, pelo agrônomo francês Paul Germain, que a levou ao Nordeste, mais especificamente para Pernambuco. Depois foram feitas análises químicas que comprovaram sua riqueza em minerais, vitaminas, taninos e ácido oxálico. Daí foi um passo para se espalhar por todo litoral brasileiro, sendo transformada pela indústria alimentícia em geléias, compotas, xaropes, conservas, picles, vinhos e sucos.

Não é recomendado que pessoas com insuficiência renal comam carambola, pois esta fruta possui uma toxina natural que não é filtrada pelo rim destas pessoas, ficando retida no organismo e atingindo o cérebro, podendo levar inclusive à morte. Os sintomas de intoxicação são crise de soluços, confusão mental, convulsões e coma.

A carambola possui as vitaminas A, B1, B2, B5 e C, sais minerais como o fósforo, 
potássio, cálcio e sódio, além de fibras e ácido oxálico. Das frutas, é a que tem maior concentração de fósforo (matéria-prima para o trabalho dos músculos e nervos). Quem faz uso de antiácidos (tratamentos contra má digestão, gastrite e úlcera) pode ter carência desse importante mineral.
 
Na medicina alternativa, seu suco é utilizado como fonte de muitos nutrientes e é recomendado para amenizar diarreias e febres. Isso porque a fruta contém tanino, que possui propriedades hemostáticas, anti-sépticas e tonificantes. 






Fonte:www.nutricaoemfoco.com.b

Nenhum comentário:

Postar um comentário